19/10/2020 / by Administrador

Restauro da antiga Estação Férrea de Farroupilha tem previsão de ser concluído em novembro

Iniciativa é idealizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Farroupilha

O restauro para ocupação da antiga Estação Férrea Nova Vicenza, de Farroupilha, está na fase final das obras. A intervenção tem previsão de ser concluída em novembro e terá espaço para memorial, biblioteca, Centro de Atendimento ao Turista (CAT) e espaço gastronômico. A iniciativa é encabeçada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Farroupilha com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura do Estado do Rio Grande do Sul (Pró-cultura/RS – LIC) e a Lei Federal de Incentivo à Cultura (Rouanet), patrocínio de 12 empresas com atuação na cidade e conta com apoio da prefeitura.

O investimento na estação, situada em área central e tombada pelo patrimônio histórico, custará, aproximadamente, R$ 1,2 milhão, sendo mais de R$ 1 milhão por meio de captações federal, estadual e municipal. Em 2017, a CDL Farroupilha venceu a licitação da prefeitura para o projeto de ocupação do prédio, dando à entidade a concessão da antiga Estação Férrea por duas décadas, podendo ser prorrogada por mais 20 anos. Após estudos e projetos arquitetônicos validados, a obra iniciou em fevereiro deste ano.

_ Queremos preservar a via férrea e a estação pela importância para a cidade e por terem sido fundamentais para o desenvolvimento do comércio no município _ explica o presidente da CDL Farroupilha, Juliano Tofolo.

O projeto arquitetônico de restauro está sendo realizado pela empresa Escaiola Arquitetura Rara, com execução da EWM Incorporadora e acompanhamento da Insito Arquitetura & Restauro. O planejamento cultural é da Simples Assim. Entre as empresas que patrocinam a obra, estão: Anselmi, Tramontina, Colombo, Biamar, Barrfab, Reggla – Elias Paludo, Grendene, Muticolor, Bigfer, Maltec, Soprano e Filtros Planeta Água.

A sede da CDL não deve ser transferida para a Estação Férrea, mas para o futuro se estuda a ampliação do complexo. Ainda está em fase de estudos e análises a construção também de um auditório para a realização de palestras, cursos, e apresentações artísticas e culturais.

Histórico da Estação Férrea

Concluída em 1909, mas inaugurada em 1910, a antiga Estação Férrea Nova Vicenza fazia parte do trajeto que ligava os municípios de Montenegro a Caxias do Sul. Na época, além da estação, foi construído o Armazém da Ferrovia, fazendo com que se formasse um núcleo habitacional. Esta foi a obra responsável pelo desenvolvimento econômico do Centro de Farroupilha, pois antes o núcleo principal era no bairro Nova Vicenza. No ­final dos anos 1970, o trem deixou de circular pela região, a estação férrea passou a ser ocupada por um terminal rodoviário, foi sede de instituições filantrópicas, sendo mais recentemente utilizada como depósito até ser desativada há cerca de oito anos.

 

Fonte: Pioneiro.